Secretaria de Saúde realiza testes rápidos e gratuitos para HIV, Sífilis e Hepatites B e C

Para lembrar o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, 1º de dezembro, a Secretaria de Saúde, inicia na sexta-feira, dia 25, a realização de testes rápidos e gratuitos para HIV, Sífilis e Hepatites B e C. A atividade acontece em todas as Unidade de Saúde e polos e PSF. A campanha ‘Fique Sabendo’ segue até 1º de dezembro, com o apoio do SAE/CTA (Serviços de Atenção Especial e Centro Testagem e Aconselhamento DST/Aids), no horário de funcionamento dos serviços. A iniciativa é da Secretaria da Saúde e tem como objetivo incentivar o diagnóstico precoce da infecção pelo vírus do HIV, Sífilis, Hepatites B e C (doenças sexualmente transmissíveis).

A coordenadora do CTA, Pamela Cristina Tolbaldini dos Santos, explicou que a campanha tem por objetivo realizar o diagnóstico precoce da infecção pelo vírus HIV e ampliar o acesso das pessoas que nunca realizaram o teste HIV na vida e também de Sífilis. O teste é realizado através da saliva ou gota de sangue periférico e o resultado fica pronto em 15 minutos

Pamela informou que o SAE/CTA, que funciona no Hospital Dia, ficará aberto excepcionalmente até às 20h para atender a população. “Em 2016, a campanha espera atender cerca de 400 pessoas. Queremos atender o maior número de pessoas e se alguém tem dúvidas pode nos procurar, pois tudo é feito de forma sigilosa”.

A coordenadora salienta que a informação é a melhor arma para combater esta doença. “Melhor maneira de evitar a doença é tomar todas as medidas e prevenção. A melhor forma de se prevenir é através do uso de camisinha, tanto a masculina quanto a feminina, disponíveis gratuitamente em todas as Unidades de Saúde. Queremos alertar que o HIV é uma doença crônica e não tem cura, mas com o diagnóstico precoce e tratamento correto pode ser controlada”

O tratamento de HIV/Aids é realizado no município é realizado no SAE/CTA, localizado no Hospital Dia, com uma equipe multidisciplinar, que conta com 15 profissionais sendo seis médicas (três infectologistas, uma pneumologista, uma hepatologista e uma dermatologista), três técnicas de enfermagem duas enfermeiras, uma psicóloga, uma farmacêutica, uma assistente social e uma recepcionista.

Vale ressaltar que o HIV é quando a pessoa está infectada com o vírus, mas não manifestou nenhuma doença relacionado à Aids. A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida é o estágio mais avançado da doença que ataca o sistema imunológico. Esse vírus ataca as células de defesa do corpo humano, o organismo fica mais vulnerável a diversas doenças, de um simples resfriado a infecções mais graves como tuberculose ou câncer. Saber precocemente da doença é fundamental para aumentar ainda mais a sobrevida da pessoa. Por isso, o Ministério da Saúde recomenda fazer o teste sempre que passar por alguma situação em que a relação sexual ofereceu algum tipo de risco.

Fonte: Prefeitura de Indaiatuba

Notícias Relacionadas

thumbnail
hover

Fiec abre as inscrições para o...

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Fiec (Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura) informa que as inscrições para o Vestibulinh...

thumbnail
hover

Prefeitura divulga programação do município no...

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Obras e Vias Públicas, divulgou nesta semana as ações que serão realizadas pelo município dentr...

thumbnail
hover

Final do 17º Prêmio Nabor Instrumentista...

A Prefeitura de Indaiatuba, por meio da Fundação Pró-Memória, realiza na sexta-feira, dia 27, às 19h30, no Ciaei (Centro, Integrado de ...